Associações militares e CBMTO dialogam em busca de melhorias para a classe

28/02/2024 28/02/2024 21:00 152 visualizações

No início da manhã desta quarta-feira, 28, os presidentes da associações militares APRA-TO, UNIMIL-TO e AOMETO, e o diretor Administrativo da APRA, 1º Sgt BM Kássio Maluar, se reuniram com o comandante-geral do CBMTO, Cel Peterson Ornelas objetivando buscar avanços na carreira dos bombeiros militares. Um ofício em conjunto, com demandas da classe, logo foi protocolado.

Nas discussões e no documento, três reivindicações essenciais que visam não somente a valorização e motivação do efetivo, mas também a correção de distorções na progressão da carreira militar.

Se Propõe uma redução de 50% no interstício, tanto para praças quanto para oficiais, medida que visa ajustar discrepâncias na progressão de carreira, promovendo justiça e equidade.

Suspensão da exigência de cursos. Diante das inconsistências na alocação de orçamento e metodologia de aplicação dos cursos, se solicita a suspensão temporária da exigência para promoção, abarcando os militares aptos, nesse ano, seja com interstício completo ou beneficiados pela redução proposta.

Remanejamento de Vagas no QOD, visando assegurar recursos humanos suficientes e bem distribuídos, com a proposta incluindo um aumento de 80 vagas para a graduação de Subtenente, totalizando 160 vagas, além da criação de vagas para oficiais especialistas e administrativos do CBMTO.

O comandante-geral, Cel BM Peterson Ornelas, reconheceu a importância pontual da reivindicações e destacou que demandas semelhantes têm sido trazidas diretamente pelos militares.

Ele ainda informou que o comando-geral e o staff estão empenhados em atender as necessidades da tropa e da instituição, da melhor forma possível. 

Disse que solicitará a análise do impacto da redução do interstício em 50% para praças e oficiais, bem como, a questão do remanejamento de vagas, enfatizando que as limitações atuais são principalmente orçamentárias.

O Comandante se comprometeu a compartilhar o estudo detalhado dos impactos com os representantes das associações, visando unir esforços na busca por recursos junto ao governo do Estado, deputados e outras autoridades. 

Este esforço é para superar as barreiras orçamentárias e avançar o máximo possível nas solicitações apresentadas, refletindo um diálogo aberto e construtivo entre as associações militares e o comando-geral do CBMTO.

 

Ascom APRA-TO