Presidente da APRA busca apoio do vice-governador para demandas dos bombeiros

Igualitariedade entre PM e BM
24/08/2021 16/09/2021 15:14 282 visualizações

O presidente da APRA, 1º Sgt PM Claylson Carneiro, acompanhando uma comissão de subtenentes dos bombeiros, se reuniu com o vice-governador Wanderlei Barbosa, o comandante-geral dos Bombeiros Cel Leandro e o secretário-executivo da Casa Civil, Neuzin Neto, para tratar de demandas específicas da classe, especificamente, o CHOA. 

A APRA solicitou a oferta das vagas previstas no QOD dos bombeiros e o Vice-governador reforçou o pedido junto ao Comando dos bombeiros, no sentido de atender, ficando definido que serão ofertadas as 45 vagas disponíveis para o CHOA, sendo 50% na modalidade de convocação por antiguidade e 50% no processo seletivo interno.

Sobre a legislação dos bombeiros, Wanderlei Barbosa pontuou que as alterações solicitadas, em relação ao CHOA, já estão na Casa Civil, informação confirmada pelo Secretário-Executivo. Até semana que vem estará disponível para o Governador assinar e dar encaminhamento.

O 1º Sgt Claylson Carneiro disse que a reunião proveitosa e que "espera que o CHOA dos bombeiros saia brevemente, preenchendo todas as vagas. A demanda era um anseio antigo dos profissionais e APRA esteve sempre presente, participando de reuniões em busca da efetivação dessa demanda", disse.

Em relação às alterações na legislação no que refere às promoções do soldado ao subtenente, o pedido das associações é que sejam atendidos os pedidos dos bombeiros associados para que haja igualitariedade em relação à polícia militar, apenas pelo critério de antiguidade.

No entanto, o comandante-geral dos bombeiros, Cel Leandro, se posicionou a favor de que continue também a promoção por merecimento. Ele foi taxativo em dizer que está trabalhando para que seja aprovada com os dois critérios, antiguidade e merecimento.

"A APRA, enquanto associação representativa, buscará até o último momento para que seja conforme o desejo da categoria, apenas por antiguidade. O anseio da tropa deve ser respeitado", destacou o Presidente.

Entre os militares, o presidente da Associação dos Praças Bombeiros do Tocantins (APBMTO), 2º Sgt BM Geanderson.

 

 

Ascom APRA-TO